Turbine suas idéias

ÚLTIMOS POSTS

Categoria | Negócios

7 tendências que irão impactar empresas, tecnologia e designer em 2019

7 tendências que irão impactar empresas, tecnologia e designer em 2019

A atual explosão digital que enfrentamos, resultante de duas décadas de crescimento e inovação tecnológica, levou pessoas e organizações a reconsiderarem o que realmente desejam. Esta é uma das principais conclusões tiradas do Fjord Trends 2019, o relatório anual que estabelece o futuro dos negócios, tecnologia e design, publicado pela Accenture Interactive.

De acordo com o relatório, anos de investimento em inovação sobrecarregaram e saturaram os consumidores em face das altas demandas por tempo e atenção. Enquanto em um tempo ansiava por novidade, emoção e gratificação instantânea, agora mais tranquilidade e significado é perseguido. Pessoas e organizações estão fazendo uma busca profunda pelo que realmente valorizam, rejeitando produtos e serviços que não atendem às suas necessidades e, portanto, mudando a natureza de suas relações com a tecnologia e as marcas.

As sete tendências do Fiorde 2019 que irão moldar a próxima geração de experiências são as seguintes:

 

O silêncio é ouro: faça-se ouvir pelos consumidores que buscam o silêncio em um mundo barulhento

Sentir-se sobrecarregado tornou-se um problema de saúde hoje. Precisamente, é responsabilidade dos projetistas que suas criações atendam às necessidades dos usuários de forma holística e que levem em consideração o ecossistema de outros produtos e serviços que competem por nossa atenção; O foco está em focar no valor a longo prazo, em vez de se tornar uma outra distração. Se você não quiser incomodar um cliente com muitas mensagens, tente certificar-se de que as mensagens enviadas sejam realmente boas. O respeito é chamado a ocupar um lugar central nas relações de longo prazo com os consumidores.

 

A palha que quebrou as costas do camelo: as pessoas querem produtos e serviços eminentemente sustentáveis

Até 2019, não será mais suficiente para as organizações ecoarem sua preocupação com o meio ambiente. As pessoas esperam compromissos apoiados por ações, como quando a Califórnia se tornou o primeiro estado a banir canudos de plástico em restaurantes. Os sistemas e modelos de negócios devem se adaptar à "economia circular", onde a sustentabilidade é parte integrante dos produtos e serviços e os consumidores têm uma participação. Ações como preencher ou devolver um produto terão que ser tão recompensadoras quanto a compra em si. Para se destacar nesse ambiente, as empresas precisam transmitir mensagens sobre o impacto e o uso de recursos. As organizações devem procurar maneiras de gerar valor a partir do lixo e considerar a sustentabilidade como uma medida de valor tão importante quanto os resultados financeiros.

 

Minimalismo de dados: transparência é essencial para se chegar a um acordo

Os consumidores perderam a confiança nas empresas que obtêm e usam seus dados. Em 2019, as empresas terão de explicar claramente o que a "receita" que pode obter os usuários alterem seus dados, desenhando uma linha reta ligando o ato de compartilhar dados com o recebimento de produtos e serviços relevantes. Eles devem demonstrar que o cliente também beneficia e garante uma troca justa de dados e valor. Confiança e transparência geram uma vantagem competitiva. Como as organizações se esforçam para obter apenas os dados de que necessitam para seus produtos e serviços, a "maximização de dados" levará gradualmente a um "minimalismo de dados". Usar o mínimo de dados possível será a nova tendência no design de produtos.

 

Um passo à frente: combater o caos da mobilidade urbana com ecossistemas que atendam às necessidades em tempo real

É necessário começar a tratar a cidade como essa plataforma de serviços consolidados que se juntaram em um ecossistema de mobilidade único, construído a partir das necessidades dos cidadãos em tempo real. Os serviços e plataformas multimodais e intermodais se tornarão comuns, assim como as ferramentas de planejamento de mobilidade. Os serviços serão integrados em vários modos de transporte, com modelos de pagamento por assinatura, que incluirão uma taxa fixa para todas as opções. Novos dados e novas parcerias definirão o futuro da mobilidade, que buscará um equilíbrio entre sistemas existentes e novas iniciativas.

 

O paradoxo da inclusão: mudar dados demográficos por mentalidade

As pessoas esperam que as organizações as vejam e lidem com elas individualmente. No entanto, existe o risco de que as organizações excluam algumas pessoas em sua tentativa de serem mais inclusivas. Há ainda uma empresa que continua a basear o design e o desenvolvimento de produtos e serviços massivos em dados quantitativos (e no que esses dados pressupõem). Chegará o dia em que a IA usará dados suficientemente detalhados para tornar a personalização uma realidade e resolver o paradoxo da inclusão. Até então, as organizações devem mudar sua abordagem para o problema, deixando para trás uma segmentação desatualizada para adotar a mentalidade mais apropriada.

 

Odisséia no espaço: chegou a hora de repensar nossos modelos e estratégias

A interconexão entre o físico e o digital continuará aumentando em 2019. Uma onda de mudanças impulsionada por ambientes comerciais e profissionais atingirá todos os nossos espaços, dos mais industrializados aos menos fixos. As empresas usarão os dados que possuem no comportamento on-line dos clientes para redefinir as experiências off-line e vice-versa. Eles criarão ecossistemas nos quais canais digitais, lojas, cadeias de suprimentos ou comunidades são projetados como um todo. Será necessário explorar novas formas de colaboração entre canais físicos e digitais. Muito em breve será difícil distinguir entre espaços móveis ou permanentes, espaços para negócios ou para arte e espaços públicos ou privados.

 


Realidades sintéticas: vivemos em um mundo novo em que a realidade é modelada e sintética 

As realidades sintéticas serão cada vez mais normais em 2019, o que obrigará as empresas a superar os medos que possam inspirar essas realidades e definir novas estratégias que lhes permitam aproveitar seu potencial criativo. As simulações contribuirão para avanços em P & D e oferecerão novas maneiras de educar pessoas e sistemas de inteligência artificial. Haverá também oportunidades de usar a realidade sintética para se tornarem pessoas melhores no mundo real. O Fjord Trends 2019 foi concebido a partir do reflexo coletivo de mais de 1.000 designers e desenvolvedores da Fjord presentes nos 28 estúdios do mundo todo. O relatório anual é baseado em observações em primeira mão, pesquisa baseada em evidências e trabalho do cliente.

 

Se vc gostou desse artigo, com certeza irá se interessar por esses também:
   3 Acoes de automacao de marketing para o seu negocio
   - 5 Tipos de landing page ou pagina de destino para aumentar as vendas do seu negocio
   - Posicionamento do site seo VS sem qual escolher


Genilson de Oliveira Silva

Genilson Silva

Fundador e CEO da NAonde Marketing Digital e GSC-inc. Apaixonado por inovação, empreendedorismo e programação. Estudou Engenharia da Computação na Fundação Santo André, certificado MCSE (Microsoft Certified Systems Engineer) e desde 2002 atua com Engenharia de Software e Business Intelligence.



Gostei dessa postagem e quero:





VEJA MAIS...

Turbine seu negócio agora mesmo e fique sempre a um passo a frente.

Null
Like
X Gostou do blog? Então que tal curtir nossa página no Facebook?